Publicidade

Estado de Minas

Resposta policial rápida em Dayton conseguiu salvar centenas de tiroteio


postado em 04/08/2019 21:51

Enquanto chorava as vítimas do tiroteio ocorrido na madrugada deste domingo, a cidade americana de Dayton, Ohio, também estava agradecida pela resposta rápida da polícia, que matou o atirador em 30 segundos e evitou uma tragédia em escala ainda maior.

Connor Betts matou nove pessoas e feriu mais de 20 quando abriu fogo com um rifle em um bairro histórico famoso por seus bares, restaurantes e teatros, pouco depois da 1h local.

Em menos de um minuto, Betts, 24, foi morto a tiros por policiais que faziam uma patrulha perto do local do massacre.

"Apesar de este ser um dia terrivelmente triste para nossa cidade, fiquei surpreso com a resposta rápida da polícia de Dayton, que salvou centenas de vidas", declarou o prefeito Nan Whaley.

"Pense no dano que ele causou em tão pouco tempo", disse o presidente americano, Donald Trump. "Foi horrível, mas poderia ter sido muito pior."

Embora a motivação do crime não esteja clara, não se tratou de um ato de violência ao acaso. O atirador vestia um colete à prova de balas, usava máscara e tinha uma grande quantidade de munição. Sua irmã, Megan Betts, está entre as nove pessoas mortas.

- 'Neutralizado em 30 segundos' -

O chefe de polícia de Dayton, Richard Biehl, contou que os agentes faziam uma patrulha de rotina no movimentado distrito, quando ouviram os disparos.

"Eles viram uma multidão fugindo do tiroteio. Os oficiais avançaram imediatamente até o local e, em cerca de 20 segundos, já enfrentavam o suspeito, que atirava ativamente e tentava entrar no pub" Ned Peppers, que estava cheio, detalhou o policial em entrevista coletiva. "A ameaça foi neutralizada cerca de 30 segundos após o suspeito efetuar os primeiros disparos."

Izack Johnson começou a gravar com seu celular tão logo ouviu os primeiros tiros, que, inicialmente, pensou se tratarem de fogos de artifício. No vídeo, exibido pela rede de TV CNN, ouvem-se disparos rápidos em todo o distrito, antes de uma chuva de disparos, que parecia se tratar da resposta da polícia.

A filmagem dura 20 segundos. "A partir daí, vi pessoas correndo e carros deixando bruscamente o local", contou Johnson, ao descrever as cenas de pânico.


Publicidade