Publicidade

Estado de Minas

Supremo espanhol condena por estupro integrantes do grupo conhecido como 'La Manada'


postado em 21/06/2019 10:55

O Tribunal Supremo da Espanha condenou nesta sexta-feira a 15 anos de prisão por estupro os integrantes do grupo "La Manada", cinco homens que abusaram de uma jovem e gravaram a cena, um caso que provocou muitos protestos no país.

Com a decisão, o tribunal anulou as sentenças de instâncias inferiores que condenaram em 2018 os cinco homens a nove anos de prisão por abuso sexual e não por estupro, um crime que segundo o Código Penal espanhol exige que tenha acontecido intimidação ou violência.

No veredicto, o Supremo indica que aceitou os recursos de cassação das acusações, que pediam a manutenção do crime de estupro porque existiu intimidação. E rejeitou o argumento da defesa, que pedia a absolvição alegando consentimento da vítima, que na época tinha 18 anos.

Desta maneira foram condenados os cinco membros de "La Manada", como os membros se chamavam em um grupo de WhatsApp, no qual se gabavam de suas ações, pelo "crime continuado de estupro" com agravantes: a pena chegou a 15 anos de prisão.

Além disso, eles foram proibidos de se aproximar durante 20 anos da vítima e a pagar uma indenização de 100.000 euros.

Um dos acusados foi condenado a dois anos de prisão adicionais por ter roubado o telefone celular da jovem.

Em 2018, a condenação em primeira instância dos cinco homens apenas por abuso sexual, e não por estupro, e depois sua liberdade provisória provocaram grandes protestos na Espanha.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade