Publicidade

Estado de Minas

Condenados na Hungria quatro envolvidos em morte de imigrantes em caminhão frigorífico


postado em 20/06/2019 11:43

Quase quatro anos depois da morte de 71 imigrantes em um caminhão frigorífico encontrado na Áustria, a Justiça húngara condenou nesta quinta-feira à prisão perpétua os quatro principais traficantes da rede.

O tribunal de apelações de Szeged agravou as condenações a 25 anos de prisão ditadas em primeira instância , no ano passado, contra os quatro traficantes. A promotoria havia apelado, solicitando penas mais severas.

Originárias de Síria, Iraque e Afeganistão, em seu caminho para a Europa ocidenal as 71 vítimas morreram em um compartimento que os traficantes se negaram a abrir. O drama, ocorrido em agosto de 2015, estremeceu a opinião pública internacional, no momento do auge da crise dos refugiados.

Os investigadores descobriram uma rede de traficantes liderada por Samsoor Lahoo, um afegão de 30 anos. Assim como seus dois principais cúmplices e o motorista do caminhão, todos búlgaros, ele foi condenado à prisão perpétua.

Os outros 10 acusados foram condenados hoje a penas que vão de quatro a oito anos de prisão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade