Publicidade

Estado de Minas

Bolsonaro pede desculpas a deputada por dizer que ela "não merecia ser estuprada"


postado em 13/06/2019 21:55

O presidente Jair Bolsonaro acatou uma determinação judicial e emitiu um pedido de desculpas à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), por ter dito na Câmara, em 2003, que não estupraria a parlamentar porque ela não merecia por ser "muito feia".

"Em razão de determinação judicial, venho pedir publicamente desculpas pelas minhas falas passadas dirigidas à Deputada Federal Maria do Rosário Nunes. Naquele episódio, no calor do momento, em embate ideológico entre parlamentares, especificamente no que se refere à política de direitos humanos, relembrei fato ocorrido em 2003, em que, após ser injustamente ofendido pela congressista em questão, que me insultava, chamando-me de estuprador, retruquei que ela 'não merecia ser estuprada", escreveu Bolsonaro na "Nota de retratação" divulgada pela Presidência da República.

Maria do Rosário protagonizou em 2003 uma discussão com o então deputado Jair Bolsonaro, que disse para ela: "Não te estruparia, porque voce não merece". Em dezembro de 2014, explicou essas declarações ao jornal Zero Hora: "Ela não merece ser estuprada porque é muito feia, nem é do meu tipo, nunca a estruparia. Não sou estrupador, mas se fosse, não a estruparia porque não merece".

A retratação foi publicada no último dia do prazo determinado por um tribunal de Brasília no qual apresentó um último recurso, após várias apelações.

Bolsonaro também foi condenado a pagar também uma indenização de 10 mil reais à deputada, por danos morais, além de multas num valor não divulgado.


Publicidade