Publicidade

Estado de Minas

China convida comissária de direitos humanos da ONU a visitar 'centros de formação'


postado em 13/06/2019 09:43

O novo embaixador chinês na ONU em Genebra, Chen Xu, afirmou nesta quinta-feira (13) que convidou a alta comissária de direitos humanos da organização, Michelle Bachelet, a visitar a região de Xinjiang, onde a população uigure sofre repressão.

Em março, Bachelet disse estar esperando a "aprovação" de Pequim para ter um "acesso total" a esta região do nordeste da China, palco de tensões entre a maioria muçulmana e a minoria han.

Em nome da luta contra o terrorismo, o islamismo e o separatismo, o governo de Pequim reforçou consideravelmente as medidas de segurança e abriu o que chama de "centros de formação profissional" para as pessoas suspeitas de radicalização islamista.

As associações de defesa dos direitos humanos consideram que um milhão de pessoas estejam detidas, ou nesses centros apontados por essas organizações como campos de "reeducação política".

Em entrevista coletiva em Genebra, o embaixador Chen Xu lembrou que seu governo desmente a existência destes campos. Segundo Pequim, são centros de formação profissional para os jovens expostos a ideologias "extremistas".

Nesse contexto, Chen convidou Bachelet a visitar a região.

"O convite (...) continua sobre a mesa, e esperamos encontrar um momento que seja conveniente para ambas as partes", completou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade