Publicidade

Estado de Minas

EUA reconhecerá passaportes vencidos de venezuelanos


postado em 07/06/2019 20:16

O governo dos Estados Unidos reconhecerá os passaportes vencidos de cidadãos venezuelanos, informou nesta sexta-feira o departamento de Estado, ao aceitar um decreto do líder opositor Juan Guaidó que amplia por cinco anos a vigência destes documentos.

"Os Estados Unidos reconhecem a ampliação da validade dos passaportes para vistos e outras finalidades consulares. Alfândega e Patrulha de Fronteira também reconhecerão os passaportes cobertos pelo decreto", destacou o departamento de Estado.

Os passaportes de venezuelanos que tenham recebido uma extensão de cinco anos a partir da data de seu vencimento serão aceitos nos Estados Unidos "sempre que o viajante seja admissível".

O comunicado destaca que está reconhecendo o decreto de 21 de maio de Guaidó, considerado presidente interino por quase 60 países, que "estende automaticamente e de pleno direito a vigência de todos os passaportes emitidos por mais cinco anos...".

A Venezuela, mergulhada em uma crise humanitária e política sem precedentes, tem um deficiente serviço de identificação que levou ao limbo inúmeras pessoas no exterior impedidas de renovar seus passaportes.

Ao menos 3,3 milhões de venezuelanos, que representam mais de 10% da população, abandonaram seu país desde janeiro de 2016, informou nesta sexta-feira a Agência de Refugiados das Nações Unidas (ACNUR).

Nos Estados Unidos residem cerca de 500 mil venezuelanos, segundo David Smolansky, coordenador do Grupo de Trabalho criado pela secretaria da Organização dos Estados Americanos (OEA) para os emigrantes venezuelanos.

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos, Luis Almagro, saudou a decisão no Twitter.

"Esperamos que TODOS os países que o tenham reconhecido (Guaidó) acolham este decreto para devolver aos venezuelanos seu direito de identidade, negada pelo regime opressor".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade