Publicidade

Estado de Minas

Cazaquistão tem primeira eleição presidencial sem Nazarbayev


postado em 07/06/2019 07:55

O Cazaquistão vai escolher no domingo um novo presidente, em uma eleição antecipada e sem precedentes, já que será a primeira da história da ex-república soviética da Ásia Central sem a participação de Nursultan Nazarbayev, que renunciou em março.

O sucessor designado e presidente interino Kasym-Jomart Tokayev tem grandes chances de vitória, por ter o apoio do partido no poder e do ex-presidente, que mantém um papel fundamental no sistema político nacional.

A única questão é saber quantos votos Tokayev receberá. Seu antecessor foi eleito pela primeira vez em 1991 e foi posteriormente reeleito quatro vezes, sempre com mais de 80% dos votos.

Os observadores internacionais nunca consideraram as eleições no Cazaquistão como realmente livres e justas.

Quase 10 milhões de eleitores estão registrados para participar na eleição.

A oposição participa com seis candidatos praticamente desconhecidos, embora três deles tenham participado em um debate transmitido ao vivo pela televisão, o primeiro da história do país.

A eleição também marcará a primeira vez que uma mulher participa como candidata à presidência, com Daniya Yespayeva, que representa um pequeno partido próximo do governo.

De sua parte, Tokayev pode contar com o apoio aberto do aparato estatal e de inúmeras celebridades.

Kassymhan Kapparov, diretor do think tank local Escritório de Pesquisas Econômicas do Cazaquistão, disse que o governo determinou que "todos os trabalhadores do setor público, médicos, professores e ativistas que fizerem campanha [por Tokayev] serão pagos com o orçamento do Estado".

"Não acho que podemos considerar estas eleições legítimas", considerou.

Ex-ministro das Relações Exteriores e primeiro-ministro, presidente do Senado entre 2007 e 2011 e de 2013 até março deste ano, Tokayev propõe a "continuidade", uma óbvia referência às três décadas de Nazarbayev no poder.

Desde que chegou à presidência interina, Tokayev multiplicou os gestos de obediência a Nazarbayev, que se manteve à frente do poderoso Conselho de Segurança e detém o título honorário de "Pai da Nação", que lhe garantirá imunidade judicial por toda a vida.

Uma das primeiras decisões de Tokayev ao chegar à presidência interina foi rebatizar a capital do país, Astana, que agora é formalmente chamada de Nur-sultan.

Tokayev deverá enfrentar uma insatisfação social persistente desde a queda dos preços do petróleo, uma situação que evidenciou as fragilidades de uma economia muito dependente do petróleo.

Muitas manifestações marcaram a campanha eleitoral, que provocaram uma resposta severa das autoridades, com efeitos imediatos na repressão à imprensa e aos opositores nas semanas antes das eleições.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade