Publicidade

Estado de Minas

Bolsonaro manifesta apoio a Neymar após acusação de estupro


postado em 05/06/2019 17:25

O presidente Jair Bolsonaro declarou nesta quarta-feira seu apoio ao atacante Neymar, que foi acusado de estupro: "Eu acredito nele", afirmou o chefe de estado.

"Hoje devo estar no jogo do Brasil (amistoso contra o Catar), espero dar um abraço no Neymar antes do jogo. Está em um momento difícil, mas acredito nele. Neymar, hoje à noite estamos juntos", disse Bolsonaro a jornalistas durante um evento oficial em Goiás.

O astro da Seleção e do Paris Saint-Germain, de 27 anos, foi acusado por uma jovem brasileira de tê-la estuprado em um hotel de Paris no dia 15 de maio passado.

Os dois trocaram mensagens durante dois meses até que o jogador a convidou para visitá-lo pessoalmente na capital francesa.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado em uma delegacia de São Paulo, onde a mulher mora, o jogador teria ficado "agressivo" durante o encontro e teria forçado a jovem a ter relações sexuais.

O escândalo estourou no sábado, quando a mídia divulgou o caso e se intensificou quando Neymar publicou um vídeo nas redes sociais onde afirmava ter caído em uma "armadilha" e ter sido vítima de uma tentativa de extorsão.

No vídeo, compartilhado com seus mais de 100 milhões de seguidores, Neymar expõe conversas com diálogos e fotos íntimas da jovem - sem mostrar o rosto dela - tentando provar sua inocência.

A polícia do Rio de Janeiro abriu uma investigação paralela para analisar se o jogador incorreu em um crime virtual ao divulgar imagens com conteúdo sexual sem consentimento da mulher, algo que é proibido pela lei brasileira.

Neymar não deu seu apoio explícito a Jair Bolsonaro durante a campanha presidencial em 2018 - como fizeram outros jogadores -, mas após a vitória do político em outubro passado o atacante do PSG declarou, sem citá-lo diretamente: "Espero que Deus possa usá-lo de alguma forma para ajudar nosso país".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade