Publicidade

Estado de Minas

Trump retifica declarações sobre sistema de saúde britânico, Meghan e Corbyn


postado em 05/06/2019 07:07

O presidente americano Donald Trump retificou nesta quarta-feira as declarações da véspera, quando afirmou que o Serviço Nacional de Saúde britânico (NHS, público) poderia ser parte das negociações sobre um futuro acordo comercial entre Londres e Washington após o Brexit.

O polêmico presidente também suavizou o tom no que diz respeito ao líder da oposição britânica, o trabalhista Jeremy Corbyn, e sobre a ex-atriz americana Meghan Markle, que se tornou a duquesa de Sussex após o casamento no ano passado com o príncipe Harry, neto da rainha Elizabeth II.

Na terça-feira, em uma entrevista coletiva ao lado da primeira-ministra Theresa May, Trump afirmou que acreditava na possibilidade de alcançar um tratado comercial "extraordinário" com o Reino Unido, que incluiria o NHS, o que provocou reações negativas do Partido Trabalhista.

Em uma entrevista gravada pouco depois, mas exibida na manhã desta quarta-feira pelo canal ITV, ele mudou de opinião.

"Eu não vejo isto sobre a mesa. Alguém me fez uma pergunta hoje e eu digo que tudo pode ser negociado, porque tudo pode. Mas eu não vejo isso (o NHS) como algo que está sobre a mesa, que eu consideraria como parte do comércio. Isto não é comércio", declarou.

Ao ser perguntado se negociaria um acordo comercial com Jeremy Corbyn, caso o líder trabalhista vire o primeiro-ministro britânico, Trump afirmou que "tudo é possível", depois de ter garantido na entrevista coletiva que rejeitou um encontro com o político de esquerda.

"Não pensava que fosse apropriado encontrar com ele, mas o faria. Não tenho absolutamente nenhum problema com isto", disse.

Trump também explicou suas palavras sobre a esposa do príncipe Harry, que chamou de "desagradável" em uma entrevista ao jornal britânico The Sun. A duquesa de Sussex criticou o republicado quando ele era candidato à presidência.

"Não estava me referindo que ela é desagradável. Eu disse que ela havia sido desagradável comigo", afirmou.

"Eu penso que ela é muito boa", completou.

Também falou sobre Harry e disse que o felicitou pelo nascimento de seu filho Archie quando se encontraram na segunda-feira no Palácio de Buckingham. Para rebater os boatos de que o príncipe teria se mostrado frio, Trump afirmou que ele "não poderia ter sido mais simpático".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade