Publicidade

Estado de Minas

Analistas reduzem prognóstico de crescimento para o México em 2019


postado em 03/06/2019 14:25

Os analistas privados consultados mensalmente pelo Banco Central do México reduziram sua previsão de crescimento econômico para o país em 2019, em meio à ameaça do presidente dos EUA, Donald Trump, de impor tarifas às importações mexicanas.

Os 39 grupos de análise que o Banco Central consultou agora esperam que a segunda economia latino-americana cresça 1,35% em 2019, uma queda em relação aos 1,5% estimados em abril, segundo dados divulgados segunda-feira pela instituição.

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 30 de maio, dia em que Trump ameaçou impor tarifas sobre os produtos mexicanos a partir de 10 de junho, caso os fluxos migratórios para os Estados Unidos não sejam interrompidos.

Os analistas começaram a levar em consideração o possível impacto na economia mexicana da entrada em vigor dessas tarifas.


Publicidade