Publicidade

Estado de Minas

Opositor venezuelano Leopoldo López e família se deslocam para embaixada espanhola


postado em 30/04/2019 22:55

O líder opositor venezuelano Leopoldo López, libertado nesta terça-feira (30) de sua prisão domiciliar por militares que apoiam Juan Guaidó, se transferiu com a esposa e um de seus três filhos da embaixada do Chile para a da Espanha em Caracas, informou a Chancelaria chilena.

"Lilian Tintori e Leopoldo López - de ascendência espanhola - se transferiram para a embaixada da Espanha. Foi uma decisão pessoal, considerando que nossa embaixada já tinha hóspedes", informou o chanceler chileno, Roberto Ampuero.

Preso em 2014, López cumpre desde 2017 sob prisão domiciliar uma sentença de quase 14 anos de regime fechado, por incitar protestos violentos contra o governo Chávez.

No início da rebelião nesta terça-feira contra o presidente Nicolas Maduro, Juan Guaidó apareceu em La Carlota, a principal base aérea no país, com um pequeno grupo de uniformizados e Leopoldo López. Este último disse ter sido "libertado" pelos militares de sua prisão domiciliar.

Na residência diplomática do Chile em Caracas permanece o parlamentar opositor Freddy Guevara, mantido como "hóspede" há um ano e cinco meses.

Cinco outros juízes venezuelanos também foram recebidos na residência chilena, mas conseguiram deixar o país. Atualmente, encontram-se no Chile, sob asilo político.

O Chile faz parte do Grupo de Lima, que nesta terça-feira anunciou uma reunião de emergência. Criado em 2017 por uma dúzia de países da América, incluindo o Canadá, o Grupo procura uma solução pacífica para a crise na Venezuela.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade