Publicidade

Estado de Minas

Papa Francisco pede que cabeleireiros evitem a fofoca no trabalho

O papa os convidou a praticar a profissão com um 'estilo cristão', evitando ceder à tentação da fofoca que facilmente chega ao seu ambiente


postado em 29/04/2019 21:47 / atualizado em 29/04/2019 21:58

Francisco falou a uma delegação de cabeleireiros e esteticistas (foto: VINCENZO PINTO / AFP)
Francisco falou a uma delegação de cabeleireiros e esteticistas (foto: VINCENZO PINTO / AFP)
O papa Francisco pediu, nesta segunda-feira, aos cabeleireiros e esteticistas que evitem fofocas durante o trabalho, sem que deixem de ser amáveis com seus clientes, durante uma audiência no Vaticano.
 
O papa os convidou a "praticar a profissão com um estilo cristão, tratando os clientes com gentileza e sempre oferecendo uma agradável palavra de encorajamento, mas evitando ceder à tentação da fofoca que facilmente chega ao seu ambiente".
 
Francisco falou a uma delegação de cabeleireiros e esteticistas membros do Comitê de São Martinho de Porres, a quem pediu para seguir o exemplo do monge dominicano peruano considerado seu santo padroeiro.
 
Martinho de Porres (1579-1639), também chamado Martín de la Caridad, nasceu da união ilegítima entre um nobre espanhol e uma ex-escrava peruana negra.
 
Treinado na arte da barbearia, uma função que na época incluía a cura de feridas e até cirurgias, era conhecido por seu talento e gentileza. A ele é atribuído numerosos milagres e foi canonizado em 1962.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade