Publicidade

Estado de Minas

Três mortos em primeiro atentado em Mossul após libertação


postado em 08/11/2018 17:12

Três pessoas morreram nesta quinta-feira (8) em um atentado com carro-bomba perto de um restaurante na cidade iraquiana de Mossul, o primeiro desde que o grupo extremista Estado Islâmico (EI) foi expulso da localidade no ano passado, segundo fontes médicas e de segurança.

O ataque aconteceu na hora do jantar em um conhecido restaurante do oeste da cidade, Abu Leila, frequentado, entre outros, por membros das forças de segurança, indicaram testemunhas à AFP.

Três pessoas morreram e 12 ficaram feridas, indicou à AFP uma fonte dos serviços de segurança. Uma fonte médica confirmou este balanço.

Nenhuma dessas fontes detalhou se as vítimas eram civis ou membros das forças de ordem.

O ataque não foi reivindicado por enquanto.

O comando militar iraquiano mencionou em um comunicado "um atentado terrorista com carro-bomba" em Mossul (norte).

Em 10 de julho de 2017, as autoridades iraquianas anunciaram a libertação de Mossul, que durante três anos foi a "capital" do "califado" autoproclamado pelo EI no Iraque.

Em dezembro do mesmo ano, proclamaram a vitória sobre o EI, após expulsá-lo de todos os centros urbanos do Iraque.

O grupo ultrarradical conserva, contudo, células clandestinas no país, especialmente nas áreas montanhosas ou desertas, e ao longo da permeável fronteira com a Síria, como a oeste de Mossul.

O EI mantém ativa uma campanha de atentados contra instituições e civis em todo o país, e já reivindicou vários atentados fatais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade