Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Na Polônia, candidatos de centro têm vantagem em eleições municipais


postado em 04/11/2018 19:21

Pesquisa de boca de urna na Polônia indica que o partido do governo, o populista Lei e Justiça, foi derrotado nas eleições municipais desse domingo em Cracóvia e Danzigue.

As eleições em segundo turno para as prefeituras de 649 cidades ocorreram esse domingo, duas semanas depois do primeiro turno. A disputa é considerada um teste para o apoio do partido governista, que chegou ao poder em 2015. O Lei e Justiça, que promove o patriotismo, valores tradicionais católicos e programas sociais, tem se tornado popular na sua base conservadora.

Os críticos do partido o acusam de mover numa direção autoritária por meio de esforços para controlar o Judiciário.

No primeiro turno, o Lei e Justiça fortaleceu sua posição em assembleias regionais, mas perdeu a disputa em prefeituras importantes, como Varsóvia, para uma coalizão pró-União Europeia liderada pelo partido Plataforma Cívica.

Com o segundo turno deste domingo, a oposição deve tomar mais duas cidades de prestígio.

Em Danzigue, Pawel Adamowicz, da Plataforma Cívica, conquistou reeleição, segundo o boca de urna. Pesquisa Ipsos projeta que ele tenha recebido apoio de 65% dos eleitores versus 35% do candidato do Lei e Justiça, Kacper Plazynski.

Já em Cracóvia, a projeção é que Jacek Majchrowski também vença com 65% dos votos sobre a rival do Lei e Justiça Malgorzata Wassermann.

Os resultados sinalizam importantes diferenças políticas entre residentes das cidades polonesas, que tem sido centros liberais de oposição ao governo, e o interior rural do país, que segue apoiando o partido governista.

Os resultados oficiais não devem ser divulgados antes de segunda-feira. Fonte: Associated Press.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade