Publicidade

Estado de Minas

Ataques da coalizão contra EI na Síria matam 14 civis, diz OSDH


postado em 03/11/2018 16:30

Ao menos 14 civis morreram neste sábado (3) em ataques aéreos da coalizão internacional antiextremista, liderada pelos Estados Unidos, contra o último reduto do grupo Estado Islâmico (EI) no leste da Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

"Catorze civis, incluindo cinco crianças, morreram em bombardeios da coalizão contra as localidades de Hajin, Sussa e Al-Shaafa", no último reduto do EI na província de Deir Ezzor (leste), disse à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

"Uma décima quinta pessoa também morreu, mas ainda não foi identificada", acrescentou, assinalando que o balanço pode aumentar por conta da gravidade de alguns feridos.

Abdel Rahman também informou que nove extremistas morreram nos ataques.

Contactada pela AFP, a coalizão não respondeu por enquanto.

Segundo o OSDH, os ataques se intensificaram durante a noite após uma tentativa do EI de arremeter contra uma base militar da coalizão em Al-Bahra, não longe dos setores apontados.

Esses ataques aéreos acontecem após as Forças Democráticas Sírias (FDS), uma aliança curdo-árabe apoiada pela coalizão internacional, anunciarem a suspensão de sua ofensiva contra os extremistas nessa região, depois de bombardeios turcos contra suas posições militares no norte da Síria.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade