Publicidade

Estado de Minas

Francês 'Oxymonster' é condenado a 20 anos por narcotráfico na dark web


postado em 09/10/2018 21:36

O francês "Oxymonster" pegou 20 anos de prisão nesta terça-feira (9) após se declarar culpado de lavagem de dinheiro e tráfico de drogas na "dark web", a internet profunda.

Gal Vallerius, de 36 anos, foi sentenciado em uma corte federal de Miami após fechar um acordo com a Promotoria, segundo o qual entregou o equivalente a 700.000 dólares em moeda virtual.

Vallerius se declarou culpado de distribuir substâncias proibidas e controladas, como cocaína, crack, fentanil, metanfetamina, LSD, ritalina e oxicodona através de Dream Market, uma espécie de e-Bay da "dark web", onde são comercializadas drogas em troca de criptomoedas.

Sob os termos de seu acordo com a justiça, Vallerius vai colaborar dando informação às autoridades em troca de evitar a prisão perpétua.

Isto quer dizer que poderá depor em tribunais, fornecer informação sobre casos similares ou trabalhar de forma encoberta na rede.

Apelidado de "o barão da droga da dark web", Vallerius foi detido em 31 de agosto quando fazia uma escala em Atlanta, Geórgia.

Ele ia participar dos Campeonatos Mundiais de Barba e Bigode (WBMC) de Austin, Texas, mas agentes do FBI e de outras agências aguardavam que ele e sua esposa, Yasmin, desembarcassem do avião que os trazia da França.

"Em seu laptop estava instalado o navegador TOR [usado para navegar secretamente], aparentes credenciais para entrar no Dream Market, o equivalente a 500.000 dólares em bitcoins e uma senha criptografada denominada 'Oxymonster'", diz a declaração juramentada de um agente da polícia antinarcóticos, a DEA.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade