Publicidade

Estado de Minas

Trump diz que sua filha Ivanka seria 'dinamite' na ONU, mas ela descarta


postado em 09/10/2018 20:18

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira (9) que a sua filha e conselheira na Casa Branca, Ivanka, seria uma "dinamite" como embaixadora na ONU em substituição a Nikki Haley, que renunciou. Mas ela rapidamente descartou essa possibilidade.

"As pessoas que a conhecem sabem que Ivanka é dinamite. Mas, vocês sabem, eles me acusariam de nepotismo", disse Trump a jornalistas na Casa Branca.

Trump anunciou de forma surpreendente a saída de Haley no Salão Oval, sem dar explicação sobre os motivos, nem revelar quem a substituirá, assinalando que a nova nomeação poderá ser conhecida "nas próximas duas ou três semanas".

"Estamos vendo várias pessoas", disse Trump, sem descartar a contratação de sua filha mais velha. Mas a própria Ivanka logo rejeitou a ideia.

"É uma honra servir na Casa Branca junto com tantos colegas excelentes e sei que o presidente nomeará um substituto formidável para a embaixadora Haley. Essa substituição não serei eu", escreveu no Twitter.

Desde que foi eleito, em novembro de 2016, Trump gerou polêmica ao obscurecer os limites entre familiares, empresas da família e deveres oficiais.

Ivanka e seu marido, Jared Kushner, trabalham na Casa Branca como assessores não remunerados de alto nível. Entre outros deveres, Kushner, um judeu ortodoxo, tem a tarefa de criar um plano de paz no Oriente Médio.

Haley se referiu a ambos quando apareceu nesta terça-feira com Trump no Salão Oval, agradecendo e elogiando-os por seu trabalho e dedicação.

"Não posso dizer o suficiente sobre Jared e Ivanka", afirmou Haley, descrevendo Kushner como "um gênio escondido" e destacando seu trabalho com relação à renegociação do Acordo de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta) e seus esforços no Oriente Médio, e apontando para Ivanka como "uma grande amiga".

Haley retuitou depois uma mensagem de Ivanka com uma foto das duas com Kushner, na qual a filha de Trump elogiava a "dignidade" e "distinção" da embaixadora, a quem apresentou como "uma defensora inabalável da verdade" e "a integridade dentro das Nações Unidas".

"Jared e eu somos gratos por sua amizade, é uma verdadeira bênção em nossas vidas!", afirmou Ivanka em seu tuíte.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade