Publicidade

Estado de Minas

Mulher de ex-premier da Malásia denunciada por lavagem de dinheiro


postado em 04/10/2018 00:54

Rosmah Mansor, mulher do ex-primeiro-ministro da Malásia, foi denunciada nesta quinta-feira por lavagem de dinheiro, com base no escândalo do desvio de milhões de dólares que contribuiu para a queda do governo de Najib Razak.

Mansor, 66 anos, se declarou inocente dos 17 crimes de lavagem de dinheiro contidos na denúncia.

O ex-premier Razak responde a dezenas de acusações por corrupção e lavagem de dinheiro, no âmbito da investigação sobre o desvio de US$ 681 milhões do fundo de investimentos público 1MDB.

Rosmah Mansor, muito impopular devido a seus gastos extravagantes, como bolsas e vestidos de luxo, foi detida na quarta-feira por decisão da Comissão Contra a Corrupção da Malásia (MACC), a qual prestou depoimento durante várias horas.

A promotoria pede o estabelecimento de uma fiança de 10 milhões de ringgit (2,4 milhões de dólares) para a libertação de Mansor e a apreensão de seu passaporte.

Razak foi libertado sob fiança.

O escândalo 1MDB teve um papel-chave na derrota, em maio, da coalizão dirigida por Razak para a aliança reformista de Mahathir Mohamad.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade