Publicidade

Estado de Minas

Kremlin considera 'absurdo' acusar Rússia de mentiras no caso Skripal


postado em 14/09/2018 08:12

É "absurdo" acusar a Rússia de mentiras depois da entrevista dos dois homens que Londres considera suspeitos de serem agentes russos e de terem envenenado o ex-espião Serguei Skripal e sua filha na Inglaterra - declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, nesta sexta-feira (14).

"Acusar a Rússia de mentiras após as declarações de dois cidadãos russos é absurdo. São simples cidadãos. Não têm qualquer vínculo com o governo russo", declarou aos jornalistas.

Londres havia anunciado anteriormente as "mentiras" e "um insulto à inteligência" do público, depois da entrevista da dupla divulgada pela emissora de televisão russa RT.

Peskov afirmou que é "pouco provável" que o presidente Vladimir Putin tenha visto a entrevista de Ruslan Boshirov e Alexander Petrov, os quais Londres acusa de serem agentes da Inteligência militar russa (GRU). Ambos garantem ser simples turistas presentes por acaso em Salisbury no dia do envenenamento.

Questionado sobre se a Rússia aceitará que Ruslan Boshirov e Alexander Petrov viajem ao Reino Unido para serem interrogados, Peskov disse "não poder responder, pois não sabemos" se os britânicos desejam ouvir suas declarações.

"Não violaram nenhuma lei sobre o território russo e, oficialmente, não sabemos se violaram uma lei em alguma parte no mundo", acrescentou.

O Reino Unido acusa Moscou de estar por trás deste ataque, que provocou uma grave crise diplomática entre o Kremlin, que nega qualquer envolvimento, e os ocidentais.

Os Skripal sobreviveram ao envenenamento, assim como um policial contaminado ao ajudá-los.

Em junho, um casal de britânicos foi envenenado pela mesma substância neurotóxica, o agente Novichok. Dawn Sturgess, de 44 anos e mãe de três filhos, foi hospitalizada em estado crítico e faleceu em 8 de julho. Seu parceiro, Charlie Rowley, sobreviveu após ficar internado por quase um mês.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade