Publicidade

Estado de Minas

Ex-chefe da ONU tem funerais nacionais em sua terra natal


postado em 13/09/2018 10:06

As cerimônias do funeral do ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan, começaram nesta quinta-feira em seu país natal, Gana, onde vários chefes de Estado e líderes de todo o mundo compareceram.

A cerimônia, sóbria e religiosa, foi realizada no Centro de Conferências Internacional de Acra e conclui os três dias de luto nacional, em que dignitários ganeses e estrangeiros prestaram uma homenagem final a Annan.

Kofi Annan, será enterrado no novo cemitério militar de Accra, a capital do pequeno país da África Ocidental, morreu aos 80 anos na Suíça, onde residia, em 18 de agosto, em função de uma breve doença.

Annan dirigiu a ONU por dez anos (de 1o. de janeiro de 1997 a 31 de dezembro de 2006), e enfrentou durante o difícil período da guerra do Iraque, assim como acusações de corrupção no chamado programa "petróleo por alimentos".

No entanto, ao deixar o cargo, Annan foi considerado um dos dirigentes mais populares de la ONU.

Junto com a organização, Annan recebeu em 2001 o Prêmio Nobel da Paz por seus esforços "em favor de um mundo mais organizado e mais pacífico".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade