Publicidade

Estado de Minas

Descobertas pegadas fossilizadas de tigre dentes-de-sabre na Argentina


postado em 11/09/2018 22:00

Cientistas argentinos encontraram na costa de Buenos Aires pegadas fossilizadas de uma espécie de tigre dentes-de-sabre que viveu em grande parte da América há cerca de 10.000 anos.

Trata-se do "primeiro registro em nível mundial de pegadas de smilodon, que é o reconhecido tigre dentes-de-sabre que habitou a região dos pampas e grande parte da América", explicou Federico Agnolin, pesquisador do Museu Argentino de Ciências Naturais.

A agência de divulgação científica Ciência, Tecnologia e Sociedade, da Universidade Nacional de La Matanza, publicou nesta terça-feira que a descoberta foi feita em 2015 perto do cais de uma praia de Miramar, uma cidade costeira 400 km ao sul de Buenos Aires.

Estas pegadas "nos mostram como o smilodon caminhava e nos permitem inferir como era a forma de seu corpo; tendo as pisadas, podemos tirar um pouco mais de informação sobre como era em vida", indicou Agnolin.

O smilodon pesava cerca de 300 quilos e tinha caninos proeminentes que chegavam a sobressair até 25 centímetros de sua boca.

As pegadas descobertas têm 19 centímetros de diâmetro.

"As pegadas nos mostram que a parte anterior do corpo era muito mais robusta", apontou o cientista ao indicar que se trata de "uma característica comum nos carnívoros que pegam suas presas por meio da emboscada".

"Pulava em cima delas e tentava derrubá-las com as patas anteriores", explicou, técnica de caça que lhes permitia suprir sua falta de velocidade.

Na zona da descoberta também foram detectadas pegadas fossilizadas de outros animais como porquinhos-da-índia (Cavia porcellus), emas e diferentes espécies de aves.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade