Publicidade

Estado de Minas

Ban Ki-moon e Bill Gates à frente de comissão do clima


postado em 10/09/2018 11:42

O ex-secretário-geral da ONU Ban Ki-moon e o bilionário Bill Gates serão os principais nomes de uma comissão internacional do clima que será lançada no próximo mês na Holanda, anunciou o governo holandês.

Esta comissão internacional vai trabalhar para "convencer os países de todo o mundo a adotar medidas de preparação contra as consequências da mudança climática", afirma um comunicado do ministério holandês de Infraestruturas e Gestão da Água.

O anúncio do governo holandês acontece dois dias depois de importantes manifestações a favor do clima em várias cidades do mundo.

A comissão, que terá sede em Rotterdã, será dirigida por Ban Ki-moon, Bill Gates e a diretora do Banco Mundial, Kristalina Georgieva.

"Desejamos que a necessidade de ter que adaptar-se à mudança climática seja percebida em escala mundial", declarou a ministra holandesa Cora van Nieuwenhuizen, idealizadora do projeto.

Em setembro de 2019 será apresentado um plano de ação que definirá o que os países devem fazer para proteger as zonas vulneráveis à mudança climática.

"Este anúncio do governo holandês é uma etapa crucial para obter mais atenção e mais avanços na adaptação ao clima", reagiu Ban Ki-moon, citado no comunicado.

Ban Ki-moon, Bill Gates e Kristalina Georgieva devem participar em 16 de outubro de uma conferência que lançará oficialmente a comissão e durante a qual serão anunciados os demais integrantes.

Após a decisão do presidente Donald Trump de retirar os Estados Unidos do Acordo de Paris sobre o clima, uma coalizão de países, cidades e empresas do país anunciou a intenção de cumprir as metas fixadas previamente por Barack Obama.

Milhares de representantes políticos, diretores de ONGs e empresas de todo o mundo se reunirão esta semana em San Francisco para a Cúpula Mundial de Ação Climática, uma gigantesca reunião destinada a reativar a mobilização a favor do Acordo de Paris.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade