Publicidade

Estado de Minas

Concluída investigação canônica sobre abusos em colégios católicos no Chile


postado em 08/09/2018 21:00

Foi concluída a investigação canônica sobre os abusos sexuais a menores cometidos por membros da congregação dos Irmãos Maristas em colégios que administram no Chile, informaram neste sábado vítimas dos ataques.

A organização de "sobreviventes" dos abusos nos colégios maristas informou em um comunicado divulgado nas redes sociais que foram informados do fim da investigação, na que foi determinado que "todas as denúncias feitas por nós são reconhecidas como válidas".

Patricio Pino, representante legal dos irmãos Maristas, foi quem se comunicou com as vítimas e lhes disse que os resultados da investigação, realizada pelo sacerdote Daniel Albornoz, serão entregues ao Vaticano, onde serão determinadas as sanções aos responsáveis.

Ele "nos explicou que este investigador recomendou as máximas sanções para os religiosos denunciados", indicaram as vítimas.

O escândalo dos maristas foi revelado em 2017, quando a congregação admitiu a existência de abusos por parte do religioso Abel Pérez, sete anos depois de que o próprio Pérez os reconheceu, em 2010.

O Vaticano decretou recentemente a expulsão de Pérez, que confessou ter abusado sexualmente de 14 menores em dois colégios da congregação no Chile desde a década de 1970.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade