[an error occurred while processing this directive] Polícia Federal reforçará segurança de candidatos após atentado - Internacional - Estado de Minas
Publicidade

Estado de Minas

Polícia Federal reforçará segurança de candidatos após atentado


postado em 08/09/2018 20:36

A Polícia Federal anunciou neste sábado que reforçará a segurança dos candidatos à presidência, dois dias depois do deputado Jair Bolsonaro ter sido esfaqueado em um comício.

"Em decorrência da elevação do nível de alerta provocado por evento crítico no decorrer de campanha, haverá aumento do efetivo policial colocado à disposição das equipes de segurança" de cada candidato, informou a corporação em um comunicado.

O órgão não detalhou a magnitude do reforço, mas informou que antes do ataque cada candidato podia solicitar o apoio de até 21 agentes federais para suas atividades de campanha.

O chefe da PF se reuniu em Brasília neste sábado com os coordenadores de campanha para reafirmar "os critérios de atuação, as orientações e os protocolos adotados pela" polícia. O reforço da segurança já havia sido solicitado na véspera pelo presidente Michel Temer.

Bolsonaro, candidato da extrema direita pelo Partido Social Liberal (PSL), foi esfaqueado na quinta-feira por um homem que se misturou à massa de simpatizantes que o rodeavam durante um ato de campanha em Juiz de Fora (Minas Gerais, sudeste).

Após ser operado de urgência para reparar lesões graves na região abdominal, o candidato foi trasladado ao hospital Albert Einstein de São Paulo, onde permanece na UTI mas está "consciente" e "em boas condições" clínicas, segundo os boletins médicos deste sábado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade