Publicidade

Estado de Minas

EUA pede a Paraguai que repense transferência de sua embaixada em Israel


postado em 07/09/2018 00:00

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, pediu nesta quinta-feira ao Paraguai que repense sua decisão de transferir sua embaixada em Israel de Jerusalém para Tel Aviv.

O Paraguai anunciou na véspera que transferirá novamente para Tel Aviv a sede de sua embaixada, que havia sido levada a Jerusalém em 21 de maio, em uma decisão que provocou a imediata reação de Israel, que decidiu fechar sua representação diplomática em Assunção.

A questão é importante para Washington, que levou sua embaixada de Tel Aviv para Jerusalém em maio, esperando que outros países o acompanhassem.

Citando detalhes de um telefonema de Pence ao presidente paraguaio, Abdo Benítez, a Casa Branca revelou que o vice recordou "o compromisso prévio do Paraguai de mover a embaixada como um sinal de sua relação histórica tanto com Israel como com os Estados Unidos".

"O presidente Abdo Benítez destacou a associação duradoura do Paraguai com Israel e os dois líderes concordaram em trabalhar para obter uma solução integral e duradoura para o conflito entre israelenses e palestinos".

A transferência da sede da embaixada paraguaia para Jerusalém foi acordada em maio pelo ex-presidente Horacio Cartes, já em seus últimos dias de mandato.

A decisão, que indignou palestinos, foi questionada por Abdo Benítez, que na época já era presidente eleito, e que, segundo ele, não foi consultado.

Ao mudar sua embaixada de Tel Aviv a Jerusalém, o Paraguai seguiu os passos de Estados Unidos e Guatemala, que fizeram o mesmo pouco antes, em meio a protestos na Faixa de Gaza, onde 60 palestinos foram mortos pelas forças de segurança israelenses.

Essa transferência foi polêmica, na medida em que considerou pacificado o reconhecimento de Jerusalém - cuja parte oriental é desejada pelos palestinos como capital de seu futuro Estado - como a capital de Israel.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade