Publicidade

Estado de Minas

Tropas da ONU voltam ao Golã após reuniões com Rússia, Israel e Síria


postado em 03/08/2018 19:18

A equipe de manutenção da paz da ONU patrulhou um ponto-chave entre as Colinas de Golã, controladas por Damasco e Tel Aviv, depois de estabelecer contatos estreitos com a Rússia, Israel e Síria, informou nesta sexta-feira (3) um porta-voz da ONU.

O patrulhamento da Força de Observação da Separação das Nações Unidas (FNUOS) realizado nesta quinta-feira em Quneitra é o primeiro desde que a ONU se retirou em 2014 após a invasão do local por parte de rebeldes vinculados à Al-Qaeda.

As forças do governo sírio, apoiadas pela Rússia, recuperaram em semanas passadas terrenos próximos ao Altos de Golã, expulsando os grupos rebeldes de uma "zona de desescalada", acordada por Jordânia, Rússia e Estados Unidos.

O "patrulhamento pelo ponto chave de cruzamento de Quneitra é parte dos esforços contínuos da FNUOS para voltar paulatinamente à área de separação" de fronteiras, explicou o porta-voz da ONU Farhan Haq.

Tropa sírias e policiais militares russos também fizeram patrulhamentos "simultâneos" na região, afirmou Haq, que esclareceu que a missão contactou previamente as Forças Armadas sírias e Israel

A FNUOS supervisiona desde 1974 uma linha de cessar-fogo que separou os israelenses dos sírios nas Colinas de Golã.

Israel conquistou grande parte das Colinas de Golã da Síria na Guerra dos Seis Dias, em 1967, e depois as anexou, em um movimento que a comunidade internacional não reconhece.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade