Publicidade

Estado de Minas

Avaria força retirada de mais de 3.000 passageiros do metrô de Paris


postado em 01/08/2018 09:42

Uma falha de várias horas obrigou a retirada, na terça-feira à noite, de milhares de passageiros que ficaram bloqueados em meio a um calor sufocante em uma das principais linhas do metrô de Paris, muito frequentada por turistas.

Cinco passageiros sofreram enjoos, devido ao calor, e foram atendidos pelos paramédicos, disse à AFP um porta-voz da Brigada dos Bombeiros de Paris, que mobilizou quase de 40 agentes.

Entre as pessoas afetadas havia uma grávida e uma idosa. Ambas foram levadas para o hospital.

A bordo do metrô estava um bebê de um mês, no colo da mãe.

"O bebê acordo u com o calor", contou à AFP Aïssatou, uma passageira de 34 anos, que destacou a "solidariedade" dos presentes.

"Perguntaram quem tinha uma garrafa de água e ajudaram a acalmar o bebê", disse.

O incidente começou na terça, às 20h10 locais (15h10, em Brasília) na linha 1 do metrô, que é totalmente automática e cruza Paris de oeste a leste, passando por lugares emblemáticos da capital francesa, como o Museu do Louvre, o Jardim de Tuileries, ou a avenida dos Champs-Élysées.

A avaria foi provocada por problema técnico que afetou um trem que estava entre duas estações e que paralisou todo o tráfego na linha.

Doze trens da linha 1 ficaram bloqueados por essa falha técnica. Após vários minutos de espera no calor, alguns passageiros forçaram as portas.

"Depois de 45 minutos, as portas continuavam fechadas, a mais de 40 graus", contou à AFP Meryl Boy, outra passageira.

"Não havia ar acondicionado, era um verdadeiro forno", tuitou a jornalista Assma Maad do site BuzzFeedNewsFr

Os passageiros foram retirados pelas vias, em condições caóticas.

Segundo fontes policiais, entre 3.200 e 3.800 pessoas tiveram de ser evacuadas pelo incidente.

A Companhia de Transporte Metropolitano (RATP) disse à AFP, porém, que não podia confirmar esse número. Em nota, reconheceu que foram afetadas "várias centenas" de passageiros e pediu desculpas por este "evento muito pouco habitual" e pelas "condições penosas de espera e de evacuação".

Segundo a RATP, o tráfego voltou ao normal nesta quarta de manhã.

Passageiros entrevistados pela AFP criticaram a pouca reação da RATP e denunciaram que tiveram de se virar com seus próprios meios.

Embora pouco habitual, não é a primeira vez que um incidente desse tipo acontece. Coincide com os problemas recentes de tráfego na estação de trem parisiense de Montparnasse, afetada por uma falha, na última sexta-feira, que alterou a circulação de trens no meio das férias de verão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade