Publicidade

Estado de Minas

AT&T ganha na Justiça e comprará Time Warner neste mês


postado em 12/06/2018 21:00

Um juiz federal dos Estados Unidos autorizou sem condições, nesta terça-feira (12), a fusão por 85 bilhões de dólares das gigantes AT&T; e Time Warner, que criará um colosso para competir no mercado de comunicação e internet.

O juiz Richard Leon disse que o governo dos Estados Unidos não deu evidências suficientes que indiquem que a aliança entre o maior provedor de TV a cabo do país e a gigante do entretenimento Time Warner prejudique a concorrência no mercado.

Leon alertou ao governo que atrasar o acordo por meio de uma apelação poderá causar um dano irreparável às duas companhias.

"O governo tentou o golpe e perdeu", disse o magistrado.

A AT&T; não demorou a comemorar. "Estamos felizes" com essa decisão "e prevemos concluí-la em 20 de junho no mais tardar, a fim de começar a propor aos consumidores vídeos mais acessíveis, móveis e inovadores", disse em declaração por escrito à AFP David McAtee, diretor jurídico da AT&T.;

O advogado da AT&T;, Daniel Petrocelli, destacou que o governo não apresentou "a menor prova" de uma potencial ameaça aos consumidores.

Ele lamentou que a ação judicial tenha atrasado a fusão. "Mas estamos aliviados. Ficou tudo para trás", disse à imprensa.

AT&T; é a maior operadora de TV a cabo dos Estados Unidos e segunda em telefonia móvel. A Time Warner é um grupo de veículos que contra, entre suas empresas, com a cadeia HBO, os estúdios de cinema Warner e a rede de notícias CNN.

Em nota, o governo americano expressou seu descontentamento.

"Estamos decepcionados pela decisão do tribunal de hoje. Ainda achamos que o mercado da televisão paga será menos competitivo e menos inovador" com esta fusão, disse em nota Makan Delrahim, do Departamento de Justila.

Ele acrescentou que terá que "refletir sobre as futuras etapas".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade