Publicidade

Estado de Minas

Horas antes de início de cúpula com Kim, Trump critica 'inimigos' e 'perdedores'

Comitivas dos dois países fizeram hoje um encontro prévio em um hotel. O secretário de estado Mike Pompeo acompanha o presidente norte-americano em Cingapura e adiantou que os Estados Unidos só aceitarão a 'completa, verificável e irreversível' desnuclearização da Coreia do Norte


postado em 11/06/2018 21:54 / atualizado em 11/06/2018 23:27

Ver galeria . 14 Fotos Trump e Kim trocam aperto de mãos históricoROSLAN RAHMAN / TED ALJIBE / SAUL LOEB / Robyn Beck / JUNG YEON-JE / AFP
Trump e Kim trocam aperto de mãos histórico (foto: ROSLAN RAHMAN / TED ALJIBE / SAUL LOEB / Robyn Beck / JUNG YEON-JE / AFP )
São Paulo - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, rebateu via Twitter os críticos do encontro dele com o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, chamando-os de "inimigos e perdedores".

"O fato de eu estar tendo a reunião com Kim é uma grande perda para os EUA, dizem estes inimigos e perdedores. Mas nossos reféns estão de volta para casa e os testes nucleares foram interrompidos", escreveu o presidente americano, horas antes do início da cúpula com Kim. Trump disse ainda que os críticos não têm mais "nada o que dizer".

Após a cúpula com Kim, Trump deve gravar entrevista com o jornalista Sean Hannity, da Fox News. A entrevista deve ir ao ar às 22h de terça-feira. Segundo a emissora, o presidente vai falar sobre o encontro com o ditador e as futuras relações entre os dois países. (Com Associated Press)

 

O anúncio do encontro de Kim e Trump marcou uma reviravolta em um discurso, até então, agressivo entre os dois países (foto: ROSLAN RAHMAN, SAUL LOEB / AFP)
O anúncio do encontro de Kim e Trump marcou uma reviravolta em um discurso, até então, agressivo entre os dois países (foto: ROSLAN RAHMAN, SAUL LOEB / AFP)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade