Publicidade

Estado de Minas

Merkel diz que cúpula do G-7 com Trump foi uma experiência deprimente


postado em 10/06/2018 20:18

Frankfurt (Alemanha), 10 - A chanceler alemã, Angela Merkel, considerou a cúpula do grupo das sete nações mais desenvolvidas do mundo (G-7) com o presidente dos EUA, Donald Trump, uma experiência "preocupante" e "deprimente", e disse que os líderes europeus não serão "explorados" no comércio. Ela admitiu em uma entrevista na televisão pública alemã neste domingo que o resultado da reunião "não foi uma grande coisa".

"Eu falei de uma experiência decepcionante, o que para mim é muito", acrescentou.

Merkel, o presidente francês Emmanuel Macron e os outros líderes entraram em confronto com Trump sobre as tarifas cobradas pelos EUA sobre o aço e o alumínio importados, bem como sobre sua decisão de abandonar o acordo com o Irã para limitar seu programa nuclear.

O grupo conseguiu uma declaração comum em que eles concordaram em discordar sobre algumas questões, para depois Trump repudiar o documento em uma declaração realizada por meio do Twitter, depois de deixar o encontro.

Merkel disse que "voltar atrás por Twitter foi certamente também preocupante e também um pouco deprimente". Ela disse que a União Europeia "agiria" contra as medidas comerciais dos EUA, as quais os líderes europeus consideram ir contra as regras da Organização Mundial do Comércio.

Fonte: Associated Press

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade