Publicidade

Estado de Minas

Lula promete candidatura 'até as últimas consequências'


postado em 08/06/2018 22:48

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde abril, afirmou que levará sua candidatura "até as últimas consequências", em uma mensagem lida nesta sexta-feira por sua sucessora, Dilma Rousseff, em um comício do Partido dos Trabalhadores (PT).

"Sei que minha candidatura representa a esperança, e vamos levá-la até as últimas consequências, porque temos ao nosso lado a força do povo. Temos o direito de sonhar novamente, depois do pesadelo que nos foi imposto pelo golpe de 2016", disse Lula em sua mensagem.

"Quando ficou claro que iriam me prender à força, sem crime nem provas, decidi ficar no Brasil e enfrentar meus algozes. Sei do meu lugar na história e sei qual é o lugar reservado aos que hoje me perseguem. Tenho certeza de que a Justiça fará prevalecer a verdade", acrescentou o ex-presidente.

Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Desde o dia 7 de abril cumpre pena na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Dilma não discursou após a leitura da mensagem, mas se disse "muito emocionada com esta carta-manifesto do presidente Lula".

"O único candidato que nós na CUT vamos a apoiar, vamos fazer campanha para tirar da cadeia e levar ao Planalto é Luiz Inácio Lula da Silva", declarou Vagner Freitas, presidente da central sindical.

Guilherme Boulos, pré-candidato do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), enviou uma mensagem lida no comício afirmando que "Lula é um preso político, sua liberdade é uma causa de todos nós e passa pelo enfrentamento do golpe e pela defesa a democracia".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade