Publicidade

Estado de Minas

Rainha da Holanda homenageia irmã que morreu na Argentina


postado em 08/06/2018 19:30

A rainha Máxima da Holanda compareceu nesta sexta-feira (8), em Buenos Aires, ao funeral de sua irmã Inés Zorreguieta, encontrada morta em casa na quarta-feira, provavelmente devido a um suicídio.

A cerimônia foi realizada em um cemitério particular no subúrbio da capital argentina. A monarca estava acompanha por seu marido, o rei Willem-Alexander, e pelas três filhas.

A primeira-dama argentina, Juliana Awada, esposa do presidente Mauricio Macri, foi ao sepultamento, marcado por fortes medidas de segurança, que impediram a passagem de pessoas não autorizadas.

A filha mais nova do casal real, a princesa Ariana, era afilhada de Inés. Não houve velório.

Zorreguieta, de 33 anos, foi encontrada morta por uma amiga em sua casa no bairro de Almagro, em Buenos Aires, onde "não havia indícios objetivos de crime", disse a promotora após a inspeção do local.

O relatório final da necropsia pelo Corpo Médico Forense será revelado em uma semana.

A rainha Máxima mantinha uma relação próxima com a sua irmã, 13 anos mais nova que ela. A monarca se sentia responsável por Inés e dava conselhos, de acordo com a imprensa holandesa. Inés foi dama de honra de Máxima em seu casamento.

Além de Inés, Máxima tem dois irmãos, Martín e Juan, assim como três meia-irmãs do primeiro casamento de seu pai.

Cantora, guitarrista e psicóloga de profissão, Inés trabalhava desde 2016 no Ministério de Desenvolvimento Social do governo Macri.

Entre as notas fúnebres publicadas nesta sexta-feira pela imprensa argentina, está uma de Macri junto com Awada. Em outra nota, a ministra de Desenvolvimento Social, Carolina Stanley, disse que lembrará do "afeto, da sensibilidade e da dedicação" de Inés.

Segundo a imprensa argentina, a irmã de Máxima sofria de depressão. Em 2012 esteve internada em uma clínica psiquiátrica por anorexia e paranoia, detalhou a radiotelevisão pública holandesa NOS.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade