Publicidade

Estado de Minas

Novo smartphone BlackBerry busca reviver marca dominante no passado


postado em 07/06/2018 19:48

Há um novo smartphone BlackBerry, o mais recente esforço para reviver a marca dominante no passado.

O BlackBerry Key2 foi apresentado nesta quinta-feira em Nova York pela TCL Communication, fabricante chinesa que assumiu os direitos da marca de smartphones da empresa de tecnologia canadense em 2016.

O novo dispositivo, que inclui um teclado físico embaixo de uma tela de 4,5 polegadas e executa o sistema operacional Android, atualiza o primeiro BlackBerry Key, lançado no ano passado.

Ele será vendido este mês a partir de US$ 649 ou 649 euros, de acordo com a empresa.

"Embora existam muitos smartphones diferentes para os consumidores escolherem hoje, a maioria tende a oferecer experiências muito semelhantes sem muita distinção de um para o outro", disse Alain Lejeune, chefe da divisão BlackBerry Mobile da TCL.

"Com a introdução do BlackBerry Key2, criamos um smartphone distinto que captura todas as características que tornaram os smartphones BlackBerry icônicos, ao mesmo tempo em que introduz inovações e experiências que não apenas tornam este um dos melhores dispositivos para segurança e privacidade, mas também o smartphone BlackBerry mais avançado de todos".

A participação da BlackBerry no mercado mundial de smartphones caiu a praticamente a zero, em comparação com um auge há mais de meia década.

O domínio dos aparelhos que funcionam com o iOS da Apple e o Android levou a empresa do Canadá a abandonar o mercado para se concentrar em software e serviços.

Sob o acordo entre as duas empresas, a BlackBerry do Canadá permanecerá no controle de software e segurança em smartphones, enquanto a TCL produzirá aparelhos equipados com o software Google Android, abandonando o antigo software BlackBerry OS.

A TCL também produz smartphones sob a marca Alcatel.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade