Publicidade

Estado de Minas

Casal real devolve presentes que somam cerca de R$ 35 milhões

Segundo norma da família, lembranças de desconhecidos ou empresas não puderam ser aceitas pelo príncipe Harry e Meghan Markle para evitar publicidade


postado em 02/06/2018 11:57 / atualizado em 02/06/2018 12:57

(foto: Owen Humphreys/AFP )
(foto: Owen Humphreys/AFP )

Depois do luxuoso casamento que repercutiu no mundo inteiro, o príncipe Harry e Meghan Markle não poderão ficar com presentes enviados por pessoas desconhecidas, sejam empresas ou cidadãos comuns, conforme dita o protocolo da família real. O casal irá devolver o equivalente a £ 7 milhões, aproximadamente R$ 35 milhões, em itens recebidos no matrimônio.

A regra tem o objetivo de evitar que marcas recorram à imagem dos dois para fazer propaganda, além de certificar sua segurança. Conforme informa o canal online britânico The Express, uma etiqueta de trajes de banho personalizados, por exemplo, agraciou Harry e Meghan com um biquíni e uma sunga, na intenção de que fossem vestidos na lua de mel, mas o presente foi devolvido.

A instrução aos convidados constava no convite da cerimônia, em que os noivos pediam para não receber lembranças, mas sim doações para entidades de caridade. Alguns políticos respeitaram o desejo, como a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Arden, que disponibilizou R$ 20 mil para uma instituição de apoio a parentes de prisioneiros, e o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau que, por sua vez, deu R$ 190 mil para a Jumpstart, organização de incentivo à prática de esportes entre crianças carentes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade