Publicidade

Estado de Minas

Nu de Modigliani arrematado por US$ 157,2 mi em leilão da Sotheby's


postado em 14/05/2018 23:24

Um nu do pintor italiano Amedeo Modigliani foi vendido nesta segunda-feira por 157,2 milhões de dólares pela Casa Sotheby's de Nova York, o que o torna a quarta obra de arte mais cara já leiloada.

Pintada em 1917, a obra de Modigliani "Nu couché (sur le coté gauche)" obteve o preço mais alto na história da Casa Sotheby's e foi a estrela da temporada de leilões em Nova York.

Com 147 x 89 cm, a pintura foi a estrela da recente retrospectiva no Tate Modern de Londres.

Agora, Modigliani é superado apenas por Leonardo da Vinci, Pablo Picasso e por ele mesmo, já que a venda desta segunda-feira não superou os 170,4 milhões de dólares pagos por outro nu do artista italiano, em leilão da Casa Christie's em 2015.

Modigliani reinventou o nu para a era moderna e quando sua série de pinturas foi exibida pela primeira vez, em 1917, foi considerada tão chocante que a polícia fechou a exposição, em Paris.

O artista italiano concluiu 22 nus recostados e 13 sentados entre 1916 e 1919, e a maioria está em museus, como o de Arte Moderna (MoMA) de Nova York, mas o quadro vendido nesta segunda-feira é o único que mostra todo o corpo da modelo, da cabeça aos pés.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade