Publicidade

Estado de Minas

Wall Street celebra redução das tensões entre China e EUA


postado em 14/05/2018 19:30

Wall Street fechou nesta segunda-feira em alta em um mercado que comemorou um apaziguamento das tensões comerciais entre Washington e Pequim.

O índice industrial Dow Jones teve alta - pela oitava sessão consecutiva - de 0,27%, a 24.899,41 unidades. O tecnológico Nasdaq expandiu 0,11%, a 7.411,32, e o S&P; 500 teve alta de 0,09%, a 2.730,13.

"A inquietação pelas políticas comerciais continua sendo o risco mais importante para os mercados em 2018", disse Art Hogan, da Wunderlich Securities.

Mas ao estender a mão a Pequim para solucionar o caso do gigante chinês de telecomunicações ZTE, alvo de sanções americanas, o presidente Donald Trump "talvez possa ter se comprometido em iniciar o que sem dúvidas será um longo processo".

No domingo, para satisfação de Pequim, Trump disse que ordenou ao Departamento de Comércio buscar uma forma de a ZTE "retomar rapidamente suas operações".

O bom desempenho dos mercados nas últimas sessões se deve também, segundo Hogan, a fatores como taxa de rendimento dos títulos americanos a 10 anos estabilizada a menos de 3%, o dólar também estabilizado e os preços da energia em alta ordenada, mas não explosiva.

A taxa de juros dos bônus a 10 anos subia a 2,995%, contra 2,970% de sexta-feira, e o dos bônus a 30 anos aumentava a 3,128%, ante 3,104% da sessão anterior.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade