Publicidade

Estado de Minas

Na Argentina, reprovação a Macri é a mais alta desde o início do mandato


postado em 14/05/2018 13:54

São Paulo, 14 - A aprovação do presidente da Argentina, Maurício Macri, caiu para menos de 40%, enquanto a maioria dos cidadãos (76,9%) rechaça o pedido de ajuda do governo ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e vê o futuro com pessimismo, indica uma pesquisa de opinião do Centro de Estudos de Opinião Pública (Ceop).

A reprovação a Macri é a mais alta desde o início do mandato do presidente argentino, em dezembro de 2015.

A pesquisa foi feita com mil argentinos de todo o país e divulgada no domingo, 13. As informações são do jornal

O Estado de S. Paulo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade