Publicidade

Estado de Minas

Protestos contra aumento da tarifa do metrô no Cairo resultam em 21 prisões


postado em 12/05/2018 15:48

Cairo, 12 - A polícia egípcia prendeu 21 pessoas neste sábado por participarem de raros protestos contra a decisão do governo de aumentar as tarifas no metrô do Cairo como parte das medidas de austeridade destinadas a recuperar a economia do país.

As prisões, principalmente na estação de metrô Helwan, no sul do Cairo, aconteceram dois dias após o governo anunciar uma nova subida de tarifas de metrô, a segunda desde março de 2017. As altas foram de até 250%, elevando as tarifas de duas para até sete libras egípcias (11 centavos de dólar a 39 centavos) dependendo do número de estações que os passageiros viajam.

Vídeos que circulam na internet mostram dezenas de passageiros indignados, gritando e cantando palavras de ordem contra o governo, com alguns saltando sobre as catracas para evitar o pagamento de tarifas. Outros vídeos mostraram policiais à paisana brigando com os manifestantes enquanto tentavam prendê-los.

Embora pequenos, os protestos de sábado foram os primeiros dos egípcios enfurecidos contra as medidas de austeridade do governo, que começaram em 2014, mas aumentaram depois que um acordo foi fechado em 2016 com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para um empréstimo de US$ 12 bilhões. Fonte: Associated Press.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade