Publicidade

Estado de Minas

Canadá prevê acordo 'próximo' sobre Nafta


postado em 10/05/2018 21:00

Washington, Ottawa e México se aproximam de um compromisso sobre a renegociação de seu tratado de livre comércio norte-americano (Nafta), declarou nesta quinta-feira (10) a ministra canadense das Relações Exteriores, sem adiantar uma data.

"Avançamos muito desde a segunda-feira. As autoridades (das três partes) estão muito comprometidas. Estamos definitivamente mais perto do objetivo final", declarou Chrystia Freeland, a jornalistas em Washington.

Sobre a data em que a renegociação do Nafta poderá ser assinado, Chrystia Freeland afirmou que "levará o tempo que foi preciso".

"Quero dizer que avançamos. Continuo sendo otimista. Trabalhamos muito duro para assinar um acordo", acrescentou que há "um apoio muito forte" para o Nafta por parte dos legisladores americanos.

"Nosso ponto prioritário no momento são verdadeiramente as regras de origem", que "são o centro do Nafta" e "constituem um problema complexo", acrescentou a ministra canadense, que desde segunda-feira se encontra na capital americana.

Segundo essas regras em vigor no Nafta, os bens majoritariamente fabricados na América do Norte podem ser comercializados na região sem as tarifas alfandegárias, mesmo se tiverem peças manufaturadas em outros lugares.

Washington, entretanto, lamente a queda contínua de peças e componentes de origem americana na produção manufatureira desde que o Nafta entrou em vigor em 1994.

Chrystia Freeland disse que é fundamental um acordo detalhado sobre este ponto particular.

"As regras de origem, e em geral o setor automotor, é uma grande parte do espaço econômico coberto pelo Nafta", apontou a ministra.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade