Publicidade

Estado de Minas

Japão comemora sinalização de Trump sobre retorno dos EUA ao TPP


postado em 13/04/2018 10:54

Tóquio, 13 - O Japão apreciou a notícia de que os Estados Unidos consideram retornar à Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), que o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, adotou como um contrapeso à influência econômica chinesa. No entanto, o presidente americano, Donald Trump, apontou para um caminho difícil pela frente em qualquer negociação, ao dizer que "só se juntaria ao TPP se o acordo fosse substancialmente melhor do que o pacto oferecido" ao ex-presidente Barack Obama. Trump também comentou que o Japão "nos atingiu durante no comércio por anos!".

Em uma reunião com senadores na quinta-feira, Trump pediu a assessores que estudassem se os EUA deveriam retornar ao TPP. Onze nações do Pacífico assinaram o acordo em março, em uma cerimônia no Chile. Os EUA, que lideraram as negociações do TPP sob o governo Obama, não aderiram após Trump ter retirado o país do acordo em janeiro de 2017.

O porta-voz do governo do Japão, Yoshihide Suga, disse nesta sexta-feira que Tóquio recebeu a notícia dos comentários de Trump "assumindo que essa é uma expressão de seu ponto de vista como presidente da importância e efeitos favoráveis do TPP". No entanto, ele também ofereceu cautela ao dizer que qualquer negociação para trazer os EUA de volta para o pacto poderia ser um desafio porque os 11 signatários relutariam em reabrir os problemas resolvidos em conversas anteriores que incluíam os EUA. "Tirar uma parte e renegociar seria extremamente difícil". Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade