Publicidade

Estado de Minas

Trump considera reintegrar o novo acordo TPP


postado em 12/04/2018 16:30

O presidente americano Donald Trump considera voltar ao acordo de livre-comércio transpacífico (CPTPP, na sigla em inglês), após anunciar a saída dos Estados Unidos do tratado inicial quando chegou à Casa Branca no ano passado.

Trump encarregou um de seus conselheiros econômicos e seu representante comercial (USTR) de reiniciar as negociações, segundo um senador republicano.

"A grande notícia que surgiu desta reunião matinal é que o presidente pediu a Larry Kudlow e a seu embaixador (Robert) Lighthizer para estudarem a forma de entrar novamente nas negociações do TPP", declarou Ben Sasse à imprensa nesta quinta-feira (12).

Este anúncio foi feito quando Estados Unidos e China mostram profundas discordâncias acerca do comércio internacional.

Onze países assinaram, em 8 de março, em Santiago, um novo Acordo de Associação Transpacífico, em uma mensagem forte a favor do livre-comércio e contrárias aos ares protecionistas de Trump.

O tratado, considerado o de maior envergadura atualmente em curso, foi assinado por Austrália, Brunei, Canadá, Chile, Japão, Malásia, México, Nova Zelândia, Peru, Cingapura e Vietnã.

Agora batizado como Tratado Integral e Progressivo de Associação Transpacífico se concretizou apenas um ano depois de os Estados Unidos deixarem o TPP.

Segundo a chancelaria chilena, o CPTPP cria um mercado de 498 milhões de pessoas, que representa cerca de 13% da economia mundial.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade