Publicidade

Estado de Minas

Chanceler japonês visita Seul para expor preocupações sobre Coreia do Norte


postado em 11/04/2018 00:36

O ministro japonês das Relações Exteriores, Taro Kono, viajou nesta quarta-feira à Coreia do Sul, em um deslocamento pouco habitual, para expor uma lista de preocupações de Tóquio sobre a aproximação entre o Norte e o Sul.

Esta primeira visita em mais de dois anos ocorre no momento de uma frenética atividade diplomática na região, com duas cúpulas no horizonte envolvendo o líder norte-coreano, Kim Jong Un, como protagonista. A primeira com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e a outra com o presidente americano, Donald Trump.

No mês passado, Kim se reuniu com o presidente chinês, Xi Jinping, em sua primeira viagem ao exterior desde que assumiu o poder.

O chanceler Taro Kono se encontrará com seu homólogo sul-coreano, Kang Kyung-wha, na manhã desta quarta-feira, e além das questões "nuclear e de mísseis" de Pyongyang, o funcionário tentará incluir "os sequestros na Cúpula Norte-Sul".

Nas décadas e 70 e 80 cidadãos japoneses foram sequestrados pelos norte-coreanos para treinar espiões.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade