Publicidade

Estado de Minas

Procuradores pedem documentos à Organização Trump relacionados a atriz pornô


postado em 10/04/2018 14:54

Nova York, 10 - Procuradores federais em Nova York pediram à Organização Trump, principal empresa do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, registros relativos a um pagamento de US$ 130 mil feito pelo advogado do republicano, Michael Cohen, à atriz pornô Stormy Daniels, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto. O pedido veio após a busca e apreensão realizada pelo FBI na segunda-feira no escritório e na casa de Cohen. O advogado fez o pagamento a Stormy Daniels menos de duas semanas antes das eleições presidenciais americanas de 2016.

O pagamento foi feito em troca da assinatura pela atriz de um acordo de confidencialidade sobre um suposto encontro sexual com Trump em 2006. Cohen e seu advogado, Steven Ryan, não puderam ser contatados imediatamente para comentar o assunto. A Organização Trump também não apresentou um comentário imediato. Um porta-voz do gabinete do procurador-geral de Manhattan se recusou a comentar.

A investigação federal sobre as atividades de Cohen relaciona-se amplamente com seus negócios pessoais, além do pagamento a Stormy Daniels, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto. Os representantes de Cohen e da Casa Branca negaram qualquer encontro sexual entre Trump e a atriz pornô. O presidente disse publicamente, na semana passada, que não sabia do acordo que Cohen fez com ela e que não sabia de onde vinha o dinheiro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade