Publicidade

Estado de Minas

Militares da Rússia dizem que combates em Douma foram interrompidos


postado em 08/04/2018 16:36

Beirute, 08 - Militares da Rússia disseram que os combates na cidade de Douma, controlada pelos rebeldes, foram interrompidos e que um comboio de ônibus foi transferido de lugar para retirar rebeldes e suas famílias.

O major-general Yuri Yevtushenko, chefe do Centro de Reconciliação das Forças Armadas russas na Síria, disse no domingo que os militares russos fizeram um acordo com o grupo Exército do Islã para retirar cerca de 8 mil de seus combatentes e cerca de 40 mil de seus familiares. Ele disse que o comboio de 100 ônibus entrou em Douma para iniciar a retirada das pessoas.

O acordo segue um surto de combates em Douma, a última posição remanescente dos rebeldes nos subúrbios de Damasco.

Yevtushenko negou veementemente a alegação de ativistas locais e socorristas de que o governo sírio lançou neste sábado um ataque com gás venenoso em Douma.

As informações de ONGs são de que mais de 40 pessoas morreram neste ataque. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou a Rússia de por apoiar governo sírio. Fonte: Associated Press.

(Estadão Conteúdo)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade