Publicidade

Estado de Minas

Subdiretora da Oxfam renuncia após escândalo sexual no Haiti


postado em 12/02/2018 16:12

A subdiretora da ONG Oxfam, Penny Lawrence, renunciou nesta segunda-feira, após assumir "inteira responsabilidade" pelo escândalo gerado após a divulgação de que funcionários da organização contrataram prostitutas no Haiti.

Após relatar sua "tristeza e vergonha pela conduta de funcionários no Chade e Haiti (...), incluindo a relação com prostitutas", Penny anunciou sua renúncia e disse que assumia "inteira responsabilidade".

Lawrence explicou que os comportamentos inapropriados "do diretor (da ONG) no Chade e de sua equipe" já tinha sido "apontados antes de ir ao Haiti". "Não respondemos de forma adequada", admitiu.

Segundo o jornal The Times, após o terremoto de 2010 que devastou o Haiti, grupos de jovens prostitutas foram convidadas para casas pagas por esta organização na ilha. Uma fonte citada pelo veículo garantiu que viu imagens de orgias em que uma das trabalhadores sexuais usavam camisetas da Oxfam.

O jornal voltou ao caso nesta segunda, estimando que a ONG "ignorou as advertências" e nomeou seu diretor no Haiti, Ronald van Hauwermeiren, "apesar das preocupações (suscitadas) por seu comportamento com as mulheres" durante deu trabalho no Chade.

A Oxfam, uma confederação de organizações humanitárias sediada no Reino Unido afirmou que iniciou imediatamente, em 2011, uma investigação interna. Quatro funcionários foram demitidos e outros três pediram demissão antes do fim da investigação, garantiu a ONG, entre eles Van Hauwermeiren.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade