Publicidade

Estado de Minas

Senador dos EUA Marco Rubio diz que mundo apoiaria golpe de estado na Venezuela


postado em 09/02/2018 23:30

O senador americano Marco Rubio disse nesta sexta-feira que "o mundo apoiaria as Forças Armadas" se estas empreendessem um golpe de Estado na Venezuela, em momentos em que cresce a pressão internacional sobre o governo de Nicolás Maduro.

"O mundo apoiaria as Forças Armadas na Venezuela se elas decidem proteger o povo e restabelecer a democracia removendo o ditador", escreveu Rubio, senador pelo estado da Flórida, no Twitter.

"Os soldados comem do lixo e suas famílias passam fome na Venezuela, enquanto Maduro e seus amigos vivem como reis e bloqueiam a ajuda humanitária", prosseguiu Rubio, um republicano de origem cubana que jogou um papel-chave nas políticas de Washington em relação a Venezuela e Cuba.

Depois publicou uma série de frases atribuídas a Simón Bolívar, como: "Quando a tirania se torna lei, a rebelião é um direito".

Estes comentários chegam três dias depois de que o chefe da diplomacia americana, Rex Tillerson, terminou uma viagem pela América Latina centrada em buscar uma solução regional para a crise da Venezuela, que poderia incluir sanções petroleiras.

Antes da viagem, Tillerson já havia esboçado a ideia de que o exército venezuelano poderia derrubar o presidente, em comentários que foram "condenados categoricamente" pelo governo venezuelano.

"Na história da Venezuela e outros países sul-americanos, ocorre com frequência que os militares são o agente de mudança quando as coisas estão muito mal e os líderes já não podem servir o povo", disse Tillerson no Texas.

"Se este será o caso ou não, eu não sei", acrescentou.

Rubio se reuniu na quarta-feira com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos, Luis Almagro, crítico ao governo de Maduro, para discutir a crise na Venezuela.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade