Publicidade

Estado de Minas

Washington denuncia que Irã voltou a prender americano doente


postado em 06/02/2018 21:42

Os Estados Unidos denunciaram nesta terça-feira (6) que as autoridades iranianas voltaram a enviar para a prisão um cidadão de 81 anos, ao qual havia concedido permissão para receber tratamento médico fora da prisão.

O subsecretário de Estado Steve Golstein disse à imprensa que a saúde de Baquer Namazi, um ex-funcionário da Unicef, está se deteriorando e pediu que ele seja libertado por razões humanitárias.

"Estamos muito decepcionados com o fato de que o governo iraniano voltou a enviar Namazi à prisão. Estamos preocupados porque sua saúde está piorando e porque ele precisa de atenção médica urgente", ressaltou em Bogotá.

As autoridades iranianas haviam concedido no domingo 28 de janeiro uma permissão de quatro dias a Namazi, que tem dupla nacionalidade iraniana-americana, para sair de prisão por razões humanitárias. Seu advogado disse que a medida não permitia que Namazi deixasse o país.

Seu filho Siamak Namazi, que também tem dupla nacionalidade, também está preso,

Os dois foram condenados em outubro do ano passado a 10 anos de prisão por espionagem e colaboração com o governo americano, uma acusação que tanto a família como Washington negam.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade