Publicidade

Estado de Minas

Importantes quedas do índice Dow Jones


postado em 06/02/2018 14:30

O Dow Jones, um dos maiores importantes índices da Bolsa de Nova York, registrou nesta segunda-feira (5) uma queda abrupta de cerca de 1.600 unidades durante a sessão, um recuo de 4,60%.

A seguir, os mais fortes recuos deste índice, termômetro dos mercados americanos, criado em 26 de maio de 1896, que leva os nomes de Charles Dow e Edward Jones, fundadores do grupo de imprensa Dow Jones.

As quedas são representadas em percentuais para refletir melhor o impacto sobre a Bolsa.

- 28 de outubro de 1929: Quinta-feira negra, o índice cai 13%.

- 19 de outubro de 1987: Segunda-feira negra, com queda de 22,6%.

- 14 de abril de 2000: em reação ao estouro da bolha da internet, recua 5,66%.

- 17 de setembro de 2001: na reabertura após os atentados de 11 de setembro, cai 7,13%.

- 29 de setembro de 2008: sofrendo as consequências da crise das "subprimes" (empréstimos de alto risco), o indicador perde 6,98%.

- 6 de maio de 2010: perde mais de 9% em 36 minutos por causa de algoritmos, um episódio batizado como "quebra relâmpago".

- 8 de agosto de 2011: o Dow Jones recua 5,15% em reação ao agravamento da crise da dívida na Europa e à perda da classificação AAA da dívida dos Estados Unidos pela agência Standard & Poor's.

- 24 de junho de 2016: o indicador perde 3,39% no dia seguinte da vitória, em um referendo, dos partidários da saída do Reino Unido da União Europeia.

O Dow Jones registrou altas marcantes durante os 12 meses seguintes à eleição de Donald Trump para ocupar a Casa Branca em novembro de 2016. O indicador alcançou, em 26 de janeiro passado, seu último recorde.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade