Publicidade

Estado de Minas

Novas chuvas fazem o rio Sena subir de novo em Paris


postado em 03/02/2018 14:36

O rio Sena, que durante o mês de janeiro transbordou até inundar as ruas e prejudicar todo o tráfego em Paris, voltou a crescer ligeiramente neste sábado (3) em consequência de novas chuvas, o que deverá atrasar a volta ao volume normal até segunda-feira.

Na ponte de Austerlitz, leste de Paris, onde se costuma medir o nível do rio, as águas chegaram a 5,45 metros e poderão alcançar 5,60 metros, segundo Vigicrues, o organismo público encarregado pelo monitoramento.

O aumento se explica principalmente pelas novas chuvas que caíram intermitentemente desde quarta-feira (31), e que afetam tanto o Sena como a seus afluentes, Yonne e Marne, mais a leste de Paris.

Na sexta-feira (2), o rio marcava 5,34 metros. Seu maior nível neste ano foi alcançado em 29 de janeiro, com 5,85 metros, muito acima do normal, mesmo que distante dos 6,10 metros de junho de 2016, e muito mais distante da inundação histórica de 1910, com 8,62 metros, que causou um desastre na capital francesa.

Os portos e as vias rápidas estão fechados há semanas e uma das linhas de trem que cruza a cidade, a C, estará fechada para tráfego até, no mínimo, 10 de fevereiro.

A descida das águas do Sena acontecerá no começo da próxima semana, mas o fenômeno continuará devagar, afirmou à AFP um responsável da Vigicrues, Bruno Janet.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade