Publicidade

Estado de Minas

Grupo japonês Kirin, fabricante da cerveja Schin, vende filial brasileira à Heineken

Outras marcas conhecidas da empresa são a Baden Baden e Eisenbahn; negócio alcança cerca de US$700 milhões


postado em 13/02/2017 08:10 / atualizado em 13/02/2017 12:55

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)

O grupo japonês de bebidas Kirin Holdings anunciou nesta segunda-feira um acordo para vender sua filial no Brasil à cervejaria holandesa Heineken por 660 milhões de euros (700 milhões de dólares). E

Entre as marcas de cerveja da Brasil Kirin estão Schin, Baden Baden e Eisenbahn.

"Levando em conta os riscos associados à economia brasileira e a situação da concorrência em um mercado estancado, a Kirin chegou à conclusão de que seria difícil transformar o Brasil Kirin em uma atividade rentável", explicou a companhia em um comunicado.

O negócio milionário acontece no país dono do terceiro maior mercado em venda de cerveja do planeta. À frente, estão China e Estados Unidos.

Portanto, venderá a totalidade de sua participação na Kirin Brasil ao grupo Bavaria, proprietário da Heineken, pelo equivalente a 2,2 bilhões de reais (700 milhões de dólares). A operação ainda precisa ser aprovada por órgãos reguladores.

A Kirin chegou ao Brasil em 2011 mediante a compra da segunda cervejeira local, Schincariol, por 2,65 bilhões de dólares.

Mas os problemas econômicos endureceram a concorrência no Brasil.

Por sua vez, a Heineken diz que se tornará a segunda maior empresa de cerveja do país.

 

 

 


 


 


Publicidade